18

QUEM SÃO OS HÉROIS????

Posted by Rander Ariel. on 23.8.09 in


" Rander Ariel "
CLIQUE AQUI

Links para esta postagem |
3

Agradecimento de Formatura e Agradecimento

Posted by Rander Ariel. on 22.8.09 in
"São muitos os responsáveis por esta vitória, Agradeço primeiramente a Deus por me proporcionar a  ver o sol todas as manhãs, por ouvir os cantos dos pássaros, por sentir o cheiro das rosas, cada sonho, cada dia.”

Minha Vó Geralda, ela não é o Itaú Seguros “mas feita para cuidar de mim”.
Minha Mãe  que não é Bombril mas na minha caminhada “teve 1001 utilidades” obrigado por todos momentos dedicado a mim, pelas palavras, pelos conselhos, pelo amor, pela honestidade, pelo afeto, pela amizade. 
As minhas tias/mentoras Amália e Luzia que não são Skol, “mas desce Redondo e reanima”.
Existem coisas que a “Boca não fala, para todas as outras existe a Tia Joana”, agradeço a ela Também pelo incentivo e apoio constante.
A tia Lourdes pelas Orações, “afinal Orar faz Bem”.
Agradeço a Tia Cida que não e Havaiana, mas é a “LEGITIMA” com seu amor. Madrinha Natatsha que não é casas Bahia “mas é dedicação total a mim”.
Ao Meu Pai Irmão e Amigo Michell que não é Avon, “mas a gente conversa a gente se entende”.
Ao Fernandim um amigo para toda hora, um motivador e determinado por natureza que não é o Banco Real,” mas faz mais que o Possível”.
Aos meus primos, Michelle, Leo, Débora, Bibia, Carlim, Cláudio e Tio André  que não são L'Oréal, mas valem muito!!!

As dificuldades de toda caminhada são mais facilmente transpostas quando, além dos nossos próprios passos, outros pés compartilham também desta aventura.
 
No final não são Big Mac’s mas eu Amo Muito Tudo Isso. OBRIGADO!!!
Agradeço Também ao meu Pai, que por mais que tenha sido o homem Invisível meu deu a Vida, e a todos aqueles que acreditaram em mim e sobretudo me apoiaram.

"Rander Ariel"
___________________________________
Agradecimento a Deus


Hoje é um dia de muita alegria.
Mais uma etapa de nossa vida se encerra.
Mais um ciclo que se fecha.
Finda-se uma caminhada diária de quatro anos em que tivemos a oportunidade de vivenciar alegrias e tristezas.
 
E nada mais justo do que agradecer,  aquele, que esteve presente durante todos os dias da nossa vida. Meu Senhor e meu Deus, Palavras são incapazes de expressar a gratidão que existe em nossos corações,  por todo bem que o Senhor nos fez e ainda fará nessa jornada.

Gostaríamos de agradece-lo Senhor por todos os momentos maravilhosos que nos foi proporcionado nesses  anos de faculdade! Por todos os momentos felizes e por que não os tristes? Muitas coisas aprendemos com eles, muitos valores conservamos e muitas vitórias conquistamos. O que seriam de nossos momentos felizes se não existissem os tristes? Eles simplesmente não teriam significado algum. Seriam como sol sem chuva, dia sem noite, calor sem frio. Alegria sem dor, uma jamais teria sentido sem a outra. Os momentos de dor servem para reconhecermos nossos momentos alegres, nossas vitórias e conquistas e principalmente para poder agradece-los Senhor.

E hoje  queremos agradecer a Deus, por essa bela missa que nos foi proporcionada, agradecemos por mais essa vitória, esse momento de alegria e nossa grande conquista, que foi concluir o curso. Nesses quatro anos, aprendemos a amar e a sentir-nos amados, aprendemos a respeitar e sermos respeitados e principalmente aprendemos que não podemos ter medo de lutar para sermos felizes, devemos vencer nossos obstáculos, pois Deus sempre está ao nosso lado. Hoje estamos cheios de alegria, radiantes e eufóricos por concretizarmos um sonho, vivemos dias de felicidades, sonho e emoções, pois somos vitoriosos.
“Agradeçemos  a ti Senhor, por nos proporcionar  ver o sol todas as manhãs, por ouvir os cantos dos pássaros, por sentir o cheiro das rosas, cada sonho, cada dia.”
"Rander Ariel"

Links para esta postagem |
3

Aborto, sim ou não?

Posted by Rander Ariel. on 22.8.09 in
[b]- Qua a sua opinião a respeito do aborto ? Em qual situação ele 'deve' ser feito ?[/b]
Existem duas forças distintas, a religião amparada pela lei e a sociedade como um todo.
Falar que é a favor da legalização é muito fácil, ainda mais tendo as clínicas clandestinas fazendo milhares de abortos anualmente e tendo várias mortes por infecção generalizada decorrente do aborto mal feito.Porém, a legalização tem o intuito de melhorar a qualidade desses serviços , uma vez que os órgãos responsáveis não conseguem, ou seja, existem centenas de clínicas especializadas espalhadas pelo país, mas as autoridades não conseguem combater nem mesmo quem está preso, imagina a céu aberto. Mas, muitos são contra a legalização do aborto por motivos religiosos, mas por exemplo, por que a Igreja Católica ainda proibe o uso da camisinha? Todos sabem que o ser humano evolui e vendo por este lado, nada mais justo que a religião também evolua ou se adapte com o passar dos tempos. No Brasil, o aborto voluntário é permitido quando necessário, para salvar a vida da gestante ou quando a gravidez for resultante de estupro.
Acredito eu que o aborto não pode ser liberado, pois, de qualquer forma é um assassinato como outro qualquer salvo os casos especiais, como estupro, estupro infantil, risco de vida para a mãe etc. O aborto pode ser considerado um assassinato, um crime, pois quem o comete está matando um ser humano inocente.
Por isso concordo com o pensamento da Igreja por ser contra. Só não concordo com o fato deles serem contra o uso de contraceptivos. Não tirar uma criança que já foi gerada, tudo bem, mas ninguém pode ter um filho a cada vez que transar! Principalmente se a pessoa não tiver um parceiro fixo; além da prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. " Rander Ariel "

Links para esta postagem |
20

Crescer

Posted by Rander Ariel. on 21.8.09 in
Um dia iremos crescer e tudo ficará diferente, pois, por mais que não percebemos, recusamos a acreditar, mas o tempo voa e com ele mais que nossa imagem o risco e deixar de lado, nossas ideias, nossos sonhos nossas vontades e essencias, esquecer quem realmente somos e nem percebemos você ja pensou nisto????


O problema, e que quando envelhecemos e chegamos a terceira idade, paramos para pensar que a vida passou diante de nossos olhos e nem percebemos a tempo.
E tarde demais, sentimos vontade de mudar tudo, fazer o que não fizemos, lutar por nossos sonho.
Bom lute agora, não deixe seus sonhos, suas vontades e principalmente sua essesncia se perderem no tempo.

Mais do que minha imagem o risco é deixar de lado minhas idéias , meus sonhos ,minha vontade , minha essência, esquecer quem eu sou. Mais do que minha imagem o risco é deixar de lado minhas idéias , meus sonhos ,minha vontade , minha essência, esquecer quem eu sou.
" Rander Ariel "
Faça o Download do Video CLIQUE AQUI

Faça o Download da Imagem CLIQUE AQUI


Links para esta postagem |
8

O que é religião?

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in ,
-Religião e Conseqüências Sociais
As diferentes Igrejas Cristãs (Católica, Presbiteriana, Assembléia de Deus, Batista, Universal etc...) ensinam o cristianismo segundo suas capacidades de interpretação da Bíblia Sagrada. É óbvio que um conjunto de informações tão poderoso, quanto o contido na Bíblia, pode ser visto de vários ângulos diferentes. Cada observador pode enxergar algumas características que o observador do outro lado não as esteja enxergando, e vice-versa. (Daí algumas divergências entre as várias denominações cristãs.) No entanto, as pessoas que se reúnem em torno dos ensinamentos Cristãos, ainda que em níveis e posições diferentes, estão no rumo correto.

Hoje podemos perceber as mudanças em tudo, a sociedade em sua ânsia de mudanças, e sua busca pela quebra dos paradigmas, vêm se tornando cada vez mais desafiadora e conhecedora de tudo, porém com isso nascem as necessidades de sobrevivencia de aceitação e sobretudo de pertença, segundo maslow o ser humano é dotado de necessidades analisada de forma piramidal
A base da piramide encontramos a necessidade básica, depois as de segurança, as de aceitação, as de Status e de auto realização, e hoje com a evolução de tudo e com o vazio nas pessoas a busca por algo maior é evidente, ou seja, a busca pela religiosidade.
Algumas pessoas buscam a religião apenas para aprender e/ou se aproximar de Deus e do caminho do bem, Outros mais egoístas e hipocritas buscam apenas a sua salvação, sem se importar com o que realmente vale, a Bondade, o Amor.

Portanto, as pessoas em busca da salvação se cegam e apenas seguem o caminho colocado pelos mercenarios, pois, as pessoas que seguem estes mercenarios, são pessoas vulneraveis e que sem dúvida buscam a salvação apenas a SALVAÇÃO e jamais o caminho do Bem.

Se todos que falam que praticam ações voltadas para o Bem o mundo sem dúvida não estaria assim, são apenas pessoas que visam o lucro e esquecem da essencia da VIDA, praticar o Bem.

O problema não está ligado apenas as Igrejas Evangelicas, o problema está em todas sobretudo no ser humano, a Igreja catolica Também exercer usou e abusou de poderes que Jamais foram impostos por DEUS, exerceu poder politico, Cultural e até decidiu que devia viver ou morrer.

Este certificado de dizimista, um senhor com problemas psicologicos chegou a Pagar R$55 mil pelo diploma e ainda queria vender a casa, para dar mais dinheiro ao EDIR Macedo, sua mãe entrou com uma ação para impedir a venda.

EU Pergunto a todos, se eu busco a felicidade e encontro na Igreja, mesmo sendo explorado é correto? se a Igreja me faz sentir bem e supre minha necessidade de felicidade é errado eu dar em troca todo meu dinheiro?

SIM, as pessoas devem ter sonhos, devem acreditar, mas nunca acreditar em algo ou ser influenciado por alguém.

-Religião e Conseqüências Sociais
As diferentes Igrejas Cristãs (Católica, Presbiteriana, Assembléia de Deus, Batista, Universal etc...) ensinam o cristianismo segundo suas capacidades de interpretação da Bíblia Sagrada. É óbvio que um conjunto de informações tão poderoso, quanto o contido na Bíblia, pode ser visto de vários ângulos diferentes. Cada observador pode enxergar algumas características que o observador do outro lado não as esteja enxergando, e vice-versa. (Daí algumas divergências entre as várias denominações cristãs.) No entanto, as pessoas que se reúnem em torno dos ensinamentos Cristãos, ainda que em níveis e posições diferentes, estão no rumo correto.



" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
0

Sonhos

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in

As pessoas sonham por introduzir mensagens cotidianas no cérebro, como a preocupação, fortes emoções, conquistas etc. Tudo estimulado pelo nosso cortex cerebral, geralmente sonhamos com coisas captadas também pelo nosso subliminar ( sub limiar/ abaixo do limiar), um cara que fala mais ou menos alguma coisa sobre é Flavio Calazans ele é doutor de comunicação da USP senão me engano.
o estado de sonho pode ser uma parte do dia mais turbulenta e emocionalmente intensa.

O que nos faz sonhar são justamente as mensagens captadas pelo nosso cerebro diretamente ou indiretamente. Fugindo um pouco do assunto, sobre o DEJAVU existem algumas teorias que diz que toda e qualquer mensagem captada diretamente, indiretamente ou através da visão periférica pode ocorrer um DEJAVU. a lógica é a mesma para o sonho, quando estimulamos o cérebro a um determinado assunto conseguimos sonhar, mas muitas vezes não lembramos do sonho, por bloqueio psicológicos ou por não estimular a consciência diretamente.

Algumas teorias ainda dizem que algumas pessoas não sonham colorido por influência da TV com imagens preto e branco. Ou seja, como as pessoas de certa forma são manipuladas subjetivamente reflete no sonho.

Portanto, o sonho é dado por emoções cotidianas, pressões psicológicas, vontades, sentimentos etc.

" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
4

PEDOFILIA, Crime ou Doença???

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in
PEDOFILIA não é CRIME é uma doença, ABUSO SEXUAL INFANTIL é CRIME
pedofilia é a vontade sexual em crianças
sendo crime só se chegar ao ato do abuso



Em nossa legislação, pedofilia não é crime. Os pedófilos são enquadrados nos crimes de estupro e atentado violento ao pudor, agravados por presunção de violência.
Fica muito fácil para os pedófilos serem tratados como doentes. As autoridades competentes desconhecem a questão espiritual que envolve esses indivíduos e acabam não sabendo como definir a pedofilia. Seriam doentes ou criminosos?

A pedofilia nos últimos anos aumentou assustadoramente. A chegada da internet, apesar de grande benefício para a humanidade, favoreceu também os pedófilos, que hoje utilizam esta ferramenta como ponte para alavancar o crescimento das várias redes internacionais de pedofilia e prostituição infantil.
O tema é tratado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como doença. Está citado, na Classificação Internacional de Doenças (CID), como CID 10. No ítem F.65, a pedofilia está definida como “preferência sexual por crianças, quer se trate de meninos, meninas ou de crianças de um ou do outro sexo, geralmente pré-púberes ou não”.

É verdade que o ato sexual entre pedófilo e criança não precisa estar presente. Uma pessoa pode ser considerada clinicamente como pedófila apenas pela presença de fantasias ou desejos sexuais.

Em nossa legislação, pedofilia não é crime. Os pedófilos são enquadrados nos crimes de estupro e atentado violento ao pudor, agravados por presunção de violência.

O dicionário diz ser um distúrbio. Então, é doença, desvio mental, de conduta, sei lá. Tem cura? O que faz cidadãos respeitáveis, com mulher e filhos, se entregarem a esse tipo de ação contra seres indefesos e inocentes, estragando suas vidas, talvez, pior do que se as matassem, pois permanecendo vivas, conviverão com o trauma para sempre. É claro que parentes, conhecidos, gente comum como nós, ao ler, ao saber de algum ato de pedofilia, se vê tomado por ódio, desprezo, raiva. Natural. Mas então, prender e condenar essas pessoas, a maioria sem nenhum outro deslize social à cadeia, onde certamente não sobreviverão? Condená-las à morte? Ou interná-las, para sempre, em casas de saúde mental, onde possam viver sob vigilância, de maneira a não exercer nunca mais a hedidonda atividade? Se for crime, que realmente sejam humilhadas com julgamentos públicos e condenadas a penas altas, sem direito a progressão. Se é doença, que paremos com essas humilhações, julgamento, prisão, porque é outra direção. Na direção da Medicina. E há cura? Através de terapia? Quanto tempo? Como saber se houve cura? Não há cura? Do jeito que está, não pode continuar, pois nada de objetivo é feito. Pelo contrário, parece haver um palanque propício a algumas figuras para "aparecer". Agora, que é um assunto seríssimo, e que deve ser discutido em voz alta, com certeza. A Pedofilia é o grande segredo das famílias, o grande e vexatório crime cometido entre quatro paredes e sendo crime ou doença, condena crianças a uma existência cruel, na convivência com o que sofreu.

Pedofilia não é crime, e quem pratica pedofilia não é criminoso. Pode parecer estranho, principalmente quando ouvimos na televisão que fulano ou cicrano foi preso por pedofilia. Mas isso é apenas uma simplificação erronea do problema. Como visto lá em cima, a pedofilia é uma atração sexual. Entre se sentir atraído sexualmente por crianças e fazer sexo com crianças existe um grande abismo. Legalmente, você pode sentir atração sexual pelo que você quiser. E se considerarmos o significado literal de pedofilia, qualquer pessoa que goste de crianças, mesmo não-sexualmente, seria um pedófilo.

Quando uma pessoa é presa por ‘crime de pedofilia‘, na verdade ela está sendo presa por dois crimes – Estupro, art. 213 do Código Penal, e atentado violento ao pudor, art. 214 do Código Penal, agravados pela presunção de violência prevista no art. 224, “a”, do Código Penal, ambos com pena de seis a dez anos de reclusão e considerados crimes hediondos.



Deixo esta resposta a cargo dos pais de tantas crianças que perderam a infância, a dignidade e até mesmo, barbaramente, as vidas nas garras desses indivíduos.
mas tratar pessoas que abusam de crianças como doentes é lamentavel

CRIME OU DOENÇA???

" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
1

O Poder da música para os deficientes auditivos

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in

O Stress dos deficientes auditivos
Para alguns pode parecer impossível, mas os surdos são capazes de sentir vibrações musicais e de perceber a intensidade do som. Isso graças à musicoterapia - tratamento auxiliar tido como uma das principais formas de ensinar o deficiente auditivo a lidar com as questões sonoras.
”A fonoterapia é fundamental, mas a musicoterapia é uma excelente opção coadjuvante. Ela melhora o desenvolvimento da linguagem e o ritmo da voz. E é uma ótima forma de aumentar a auto-estima do surdo”, diz Paulo Porto, otorrinolaringologista e coordenador do serviço de implantes cocleares do HC da Unicamp.
Apesar dos efeitos positivos na reabilitação auditiva, a musicoterapia para surdos ainda está “engatinhando” no país porque há poucos profissionais capacitados. O Instituto Nacional de Educação de Surdos, por exemplo, vinculado ao Ministério da Educação, suspendeu o programa de musicoterapia porque os professores especializados se aposentaram.
“Ainda há um certo receio das pessoas em trabalhar a surdez por meio da música. A idéia da musicoterapia é ensinar o surdo a se expressar por meio do som”, disse o músico profissional Armando Fernandes Bugalho Filho.
Bugalho acompanhou os efeitos da música em pacientes surdos que foram monitorados por eletrodos e eletroencefalograma. “Tocamos os instrumentos sem que os pacientes vissem os aparelhos. O cérebro registrou o estímulo sonoro de acordo com a intensidade do som, assim como ocorre com pessoas que ouvem normalmente”, explicou.
Para Bugalho, a confirmação da atividade cerebral nos surdos foi fundamental para o desenvolvimento de novas estratégias de atuação entre o musicoterapeuta e o surdo. “Além de ser eficiente, a música eleva a auto-estima e faz com que o deficiente auditivo perca o medo de se expressar.”
A musicoterapeuta Cristiane Amorosino, professora da FMU e especialista em surdez, diz que a música também faz com que os surdos aprendam a perceber o próprio corpo. “Eles aprendem a identificar o som do batimento cardíaco, por exemplo.” Além disso, o deficiente auditivo aprende a distinguir a intensidade, a freqüência e os timbres.
Cristiane exemplifica: “Como tem dificuldade para se expressar, o surdo chega a ter episódios de grito por causa da falta de controle e percepção.
A musicoterapia ensina o surdo a entender as intensidades. Com isso, é possível melhorar a comunicação”.

" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
1

Músicas vulgares de sucesso

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in ,
As músicas que, energicamente oferecem ao povo, a esperança, a motivação, a sensação de bem estar e a força vital, a música aromatizada da arte e da civilização, está quase se extinguindo. As músicas momentâneas, Trash e imorais conduzem os jovens a interação de diversos grupos sociais, realidades etc.
Os jovens não estão de fato preocupados com a música ou o conteúdo da música, o que os motiva a tais coisas é a interação social, fazer parte de algum grupo social ou se sentir parte de algum grupo social. É o caso do Rap, Rock, Funk, Sertanejo, grupos bem distintos que de certa forma modifica seu comportamento social, vestimenta, fala, girias, estilo de vida. A Música tem esse poder de adequar os indivíduos a um comportamento.
Quando jovens introduzem essas músicas vulgares em suas vidas é dada pela influência de seu grupo social primário/secundário ou amigos ( Chamado de moda), no qual eles querem interagir e não ficar de fora do grupo ou ser rejeitado pelo grupo.
Acontece a mesma coisa com drogas e bebidas.  Por influência de um grupo social você para não ser o careta/excluso do grupo acaba se adequando a tal comportamento.
Essas músicas vulgares é uma forma de livre expressão comportamental dos jovens, eles procuram extravasar seu sentimento de alguma forma seja por desafio ou moda.

Talvez estas músicas ruins façam sucesso pela adoração do 'feio'.

Por exemplo, o Funk/rap introduzido na favela, os moradores se sentem obrigados a aderirem este comportamento/cultura por fazer parte daquele grupo, já o restante da sociedade é por simpatia ou a busca da livre expressão.

Continuo a acreditar que a musica é um dos mais importantes estímulos que podemos receber do exterior e que nos leva a descobrir-nos a nós próprios.

" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
2

Abaixo a Alienação e manipulação dos meios de comunicação

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in
No dia 10 de março de 1993 foi emitido no canal britânico Channel 4, um documentário intitulado "Brasil: Muito Além do Cidadão Kane". O diretor do documentário, Simon Hartog, apresenta o empresário Roberto Marinho (1904-2003) como um exemplo alarmante da concentração de poder da imprensa do Brasil — daí a referência do título à personagem de Orson Welles no filme Cidadão Kane, que por sua vez faz alusão direta ao magnata das comunicações dos Estados Unidos, William Randolph Hearst.

Como o documentário mostra, o domínio crescente da TV Globo na imprensa brasileira envolve contratos ilegais com empresas estrangeiras, um apoio incondicional aos governos ditatoriais no Brasil e tudo o que estiver a seu alcance para garantir seus interesses — o que inclui até a manipulação de debates políticos para eleger o governo, como ocorreu no caso Collor de Mello. Mais do que isso, o filme explica como funciona a política brasileira de comunicações e os critérios arbitrários pelos quais se concedem e renovam as concessões de canais de televisão e rádio.

Para ser exibido na televisão ou repoduzido em vídeo o documentário precisaria da autorização da rede Globo, uma vez que muitas imagens apresentadas eram da própria Globo. Desnecessário dizer que esse documentário nunca foi exibido na televisão. Como era de se esperar, a Globo se recusou a ceder os direitos de exibição de suas imagens.

A manipulação da grande imprensa no Brasil tem uma longa história. Grandes jornalistas já atacavam a corrupção da imprensa na Primeira República. Rui Barbosa denunciou o primeiro presidente brasileiro, Marechal Deodoro da Fonseca, por utilizar o Banco do Brasil para calar uma redação que faria denúncias de fatos sórdidos, com a quantia, na época exorbitante, de 200 contos de réis. Essa prática continuou ao longo dos anos: em diversas ocasiões o Banco do Brasil foi pressionado pelos governantes para fazer grandes empréstimos que jamais foram pagos. Nos anos 50, jornalistas influentes como Assis de Chateaubriand recebiam tais "empréstimos" com freqüência.

Que práticas de corrupção semelhantes ainda acontecem na imprensa brasileira fica evidente em dois episódios recentes. O primeiro é o caso Nassif X Veja. De 2003 em diante o jornalista Luís Nassif apresentou uma série de artigos criticando o antijornalismo da diretoria editorial da revista Veja, que envolveria, entre outras coisas, interesses corporativos, destruição de reputações e tráfico de influências. Segundo Nassif, o banqueiro Daniel Dantas, seria um dos que mais se utilizariam da revista Veja para confundir a opinião pública, valendo-se de ações judiciais, matérias na imprensa com dossiês falsos, entre outras coisas. Depois de fazer tais críticas, Nassif foi alvo de uma tentativa de "assasinato de reputação" em duas colunas na revista Veja, em 14 e 21 de agosto de 2005. A revista também entrou na justiça tentando causar o maior prejuízo possível a Nassif.

Outro episódio recente, mas que diferentemente do primeiro está sendo noticiado diariamente na imprensa, é o caso Elvira Lobato e Folha de São Paulo X Igreja Universal do Reino de Deus. Na reportagem "Igreja Universal Completa 30 anos com Império Empresarial" publicada pela Folha em 15 de dezembro, a repórter Elvira Lobato apresenta uma série de indícios de como Edir Macedo, o dono da Igreja Universal, teria construído um império empresarial de maneira ilícita. A resposta de Macedo foi rápida: Elvira Lobato e a Folha foram alvos de uma enxurrada de processos de fiéis da Igreja (cerca de 50) vindos de todos os cantos do país, que alegaram se sentir ofendidos pela reportagem, mesmo que nenhum deles tenha sido citado pela jornalista.

A constituição brasileira permite que alguém que se sinta ofendido com uma reportagem recorra à justiça. Mas não é este o caso aqui. Estes processos são uma tentativa orquestrada da Igreja Universal de inibir a liberdade de expressão e livre circulação de informação no país. O ato de incentivar os fiéis a recorrer à justiça por si só já constitui um modo de punir a imprensa. Qualquer que seja a decisão dos tribunais, a jornalista e a Folha sairão prejudicadas: basta pensar nas despesas absurdas que o processado deverá arcar com viagens e hospedagens em várias regiões do país além da contratação de advogados para acompanhar cada um dos processos.

O dono da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, é hoje o maior proprietário de concessões de televisão no Brasil. Além das suas 23 emissoras de TV, possui mais 40 emissoras de rádio registradas em nome de pastores de sua confiança. Se o falecido Roberto Marinho já chegou a ter o controle de 32 emissoras além das afiliadas (como mostra o documentário de Simon Hartog), hoje a Globo tem apenas cinco concessões de TV (São Paulo, Rio, Recife, Belo Horizonte e Brasília) e a família Marinho tem cerca 10% do capital de 18 afiliadas. A rede Bandeirantes tem 10 concessões de TV assim como o SBT. As emissoras de Edir Macerdo só perdem para a rede Globo em faturamento publicitário, estando em segundo lugar ao lado do SBT.

Com tanto poder para influenciar a opinião pública, Edir Macedo, a família Marinho e o banqueiro Daniel Dantas estão muito além do cidadão Kane. Será que vale a pena enfrentar gente tão poderosa? Elvira Lobato e Luis Nassif estão passando um calvário exatamente por fazer o que qualquer jornalista que se preze deveria fazer no seu ofício: investigar, relatar os fatos e informar a população. Enfrentar os poderosos corruptos por amor à verdade parece uma atitude fútil e sem sentido nesses casos. Bem, talvez possa parecer que é sem sentido, mas não é. A livre circulação de informações e o direito da população à verdade têm se mostrado resistentes ao antjornalismo de Veja e companhia.

A Rede Globo, nesses mais de dez anos da existência do documentário de Simon Hartog, falhou no seu propósito de abafar o caso. Várias cópias ilegais do filme em VHS foram repassadas de mão em mão até que o documentário se tornasse distribuído livremente na internet — só no You Tube a primeira parte do documentário teve mais de 100 mil visualizações. E se é verdade que a Veja fez o possível para causar estragos a Nassif, a revista tem demonstrado uma pequena mudança de tom nas suas edições recentes. Há também suspeitas de que tem procurado obstruir as ferramentas de busca eletrônica às matérias que corroboram a denúncia de Nassif, talvez por medo de que sejam mais divulgadas.

No caso Folha X Igreja Universal já são cinco decisões favoráveis à Folha e à jornalista Elvira Lobato — em algumas dessas decisões os fiéis da Igreja Universal foram condenados por litigância de má-fé, sendo obrigados a pagar multa e custos processuais. Além disso, as reportagens de Elvira Lobato parecem estar na base de um inquérito que a polícia federal acaba de abrir para investigar Edir Macedo. O que mostra que os poderosos não são inatingíveis, mas pessoas de carne e osso e falíveis, como todos nós.

BAIXE O DOCUMENTARIO EM PORTUGUÊS muito além do cidadão Kane

Baixe o Hino do São Paulo Instrumental - Guitarra SHOWWWWWWWW

Links para esta postagem |
2

LEMBRANÇAS

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in


Sheiq o mais velho meu fiel escudeiro nas minhas aventuras de criança, guerreiro e valente em busca do desconhecido, bravo e brincalhão me ensinou a ser persistente e espontâneo.
Yuri o segundo mais velho, meu amigo leal, um analista que me escutava sempre, e me entendia apenas no meu olhar, me ensinou a ser paciente e perseverante, a ter inteligência emocional e sobretudo ter um grande coração, yuri era valente, bravo, sempre vigilante, ao mesmo tempo dócil e amoroso.

Muitas pessoas acreditam que animais não traz nada para nós a não ser despesas, um grande engano, qualquer animal se procurarmos analisar seus atos, suas sutilezas com um mínimo de atenção, entenderemos muitas coisas, a perspicácia da Águia, a teimosia da hiena, a perseverança das tartarugas, a vigília dos tigres, a motivação dos cães, a inteligência dos gatos o amor das corujas. Cada animal tem algo para nos ensinar, chineses basearam sua tradicional luta nos animais, eles entendem que observando os animais conseguimos pegar seus pontos fortes em prol da defesa pessoal, assim como a dança, a musica e vários outros tipos de arte.

Sinto tanta falta dos meus cachorros, sem dúvida eram meus maiores amigos.
AMO VCS onde é que estejam.

 " Rander Ariel"

Links para esta postagem |
14

Livro Marley e EU

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in


esta emocionate Historia.

Dizem que o Homem é a forma mais evoluida do Mundo, mas em termos de fidelidade sem dúvida perde de lavada para o Cachorro.
Algumas mulheres dizem que quanto mais conhece os homens mais adoram seus cachorros.
Mas quando algum homem as trai elas chamam eles de cachorros, engraçado né???
Elas dizem que cachorros são melhores, mas quando o homem faz sacanagem são chamados de cachorros, cadê a coerencia???
Ser taxado de cachorro é bom ou é ruim???

Cachorro é fiel!!!
Homem que trai é cachorro!!!
então cachorro é um homem traidor???
ou o Homem é um cachorro fiel?

as mulheres dizem que quanto mais conhecem os homens gostam mais de seus cachorros
elas dizem que os cães são fieis
mas quando o homem trai ela diz que ele é cachorro, então cachorro é fiel ou traidor??? homem traidor é cachorro?
Vai saber
usuhsuhsuhsuh

Baixe o Livro CLIQUE AQUI

BAIXE O LIVRO AQUI

Links para esta postagem |
1

Melhores Desenhos Animados

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in

Quem é que nunca se lembrou daquele desenho animado da infância, o qual fazia com que você perdesse horas olhando para a TV e o pior de tudo esperava até ele começar para se levantar. Pois, é essas são épocas que nunca mais voltam, mas como todo mundo sabe tudo em nossa vida são somente fases que temos que aproveitar e muito. Os melhores desenhos animados de todos os tempos foram: South Park, Os Simpsons, Beavis and Butt-Head, Cavaleiro do Zodíaco, Caverna do Dragão, Pica Pau, O Fantástico Mundo de Bobby, Pato Donald, Extreme Ducks, Rurouni Kenshin (Samurai X), Dragon Ball, Dragon Ball X, Dragon Ball GT, Final Fantasy, Cowboy Bebop, Dexter’s Laboratory, Power Puff Girls, Sakura Card Captors, Tom e Jerry, Thundercats, As Aventuras de Tintin, Bob esponja, Super Choque, Naruto, Hi HI Puff AmiYumi, Patrulha Estrelar, Star Balzers, Yamato, He-Man, Pantera cor de rosa, Mickey, Família Silvestre, Cavalo de Fogo, Dennis o Pimentinha, Ursinhos Carinhosos, Perdidos nas Estrelas, Super Amigos, X-Men, Corrida Maluca, Turma da Pesada, Papa Léguas, Pokemon, Digimon, Nossa Turma, Luluzinha, Mônica e Cebolinha, Avatar, Doug, Três Espiãs Demais, Scooby Doo, Sabrina a Feiticeira, Família Adams, Timão e Pumba, Quarteto Fantástico, O Espetacular Homem Aranha, Wolverine e os X-Men, Garfield, Liga da Justiça, Snoopy, 101 Dalmatas, A Hora do recreio, Inspetor Bugiganga, Os Flintones, Zé Colméia, Branca de Neve, Cinderela, Capitão Caverna, A Pequena Sereia entre outros.

Links para esta postagem |
0

A Educação Transforma Vidas?

Posted by Rander Ariel. on 20.8.09 in

A mídia alardeia diariamente: a educação transforma a vida das pessoas. Em sua capacidade de sintetizar ela mostra imagens sobrepostas de jovens em estado de delinqüência e inseridos no mercado de trabalho. São os mesmos jovens em momentos diferentes mediados pelo milagre da educação.
Esta foi transformada numa espécie da panacéia para a cura de todos os males sociais. Os governantes fazem projetos, campanhas publicitárias etc. A TV faz a sua parte.O discurso pela educação aparenta unanimidade.
Paradoxalmente, a mesma sociedade que vê na educação algo essencial para que os indivíduos disputem no mercado, aceita passivamente a mercantilização da educação. Mesmo nas universidades públicas, os critérios produtivistas, próprios da lógica do mercado, são aceitos com naturalidade.
Eis o estado de guerra hobbesiano onde “o homem é lobo do homem”. O darwinismo social, a competição, resume a ideologia predominante. Os cínicos justificam a crescente mercantilização da educação como algo que estaria contribuindo para a cidadania. Estes, mesmo admitindo que os futuros diplomados terão pela frente um mercado de trabalho saturado e altamente competitivo, isto é, com poucas chances de exercerem a profissão, consideram que o desenvolvimento da sociedade é proporcional à quantidade de diplomas.
A lógica rasteira que transforma a educação numa mercadoria como outra qualquer, onde se vendem diplomas e ilusões, encobre os interesses particularistas em nome dos interesses da sociedade. Se os empregos são escassos, que farão os futuros formados com os seus diplomas? A resposta cínica: terão que enfrentar o verdadeiro vestibular do mercado de trabalho e a sociedade ganhará com isto porque vencerão os melhores.
Eis porque propostas como a adoção de cotas para negros produz tanta polêmica.* A educação é restrita a poucos, e o mercado de trabalho também. Quanto maior o número de diplomados, maior a disputa. As cotas reduzem o quantum de diplomas entre os que têm as melhores condições de disputar as vagas nas universidades públicas, isto é, entre os que possuem capital cultura e social acumulado.
São indivíduos que, desde a infância, são preparados para assumirem o seu lugar na universidade.Se a educação é mesmo importante, é preciso não apenas investimentos governamentais, mas também uma profunda democratização da mesma.

" Rander Ariel "



É um crime educacional os alunos gastarem anos conhecendo o pequeno átomo que jamais verão e o imenso espaço que jamais pisarão e não gastarem minutos conhecendo o planeta psíquico que pulsa dentro deles e o planeta social que pulsa fora.
Eles devem aprender como se forma o pensamento e como se formam os pensadores, como atuar em seu psiquismo e como atuar no teatro social.


Links para esta postagem |
14

As Olimpíadas na visão estratégica de marketing e na visão social.

Posted by Rander Ariel. on 19.8.09 in ,

Visão Estratégica
Um evento destes é como promover a sua marca para mais de 4 bilhões de pessoas no mundo e faturando com patrocínio, fortalecimento da marca, imagem institucional, e com um evento destes é uma chance gigantesca de fazer melhorias ao RIO e ao resto do país, alavancando a economia através de novos investidores, melhorando a segurança pública investindo na educação etc.
Só na fase de campanha do Brasil em sediar as olimpíadas foram gastos em torno de 100 milhões de reais, e para colocar o projeto em prática está previsto um gasto de 29 bilhões de reais, podendo ter um aumento nos gastos.
O que está previsto para melhorar
1º Incentivo ao esporte olimpíco
2º Segurança pública
3º Aumento do Turismo
4º Geração de novos empregos
5º Imagem institucional do RIO
6º Investimento em empresas ligadas ao projeto.


Existem milhares de quesitos que poderão ser melhorados com as olimpíadas no Brasil, mas, cabe os organizadores seguirem sobretudo com HONESTIDADE e COMPROMETIMENTO o que foi previsto e proposto sem querer faturar em cima, sem querer pegar uma fatia etc.


Visão Social


 O que poderia ser Feito com o dinheiro
1º Investimento na Educação ( Segundo o Senador Cristovam o Brasil investe em olimpíadas, copa do Mundo, Pan e não investe como devia na EDUCAÇÂO)
2º Incentivo a pequenas empresas;;
3º Melhoria da Saúde;
4º Saneamento Básico;
5º Geração em empregos;
6º Diminuição da criminalidade com projetos sociais ou investimento em seguraçã pública

e mais um milhão de fatores que poderiam ser citados aqui.

Alguém já parou para pensar sobre o

Investimento Olimpíadas x Retorno
Investimento Educação x Retorno ?


A Base da sociedade se dá através de uma educação de qualidade de condições humanas de moradia, se vivência com segurança, enfim, o Brasil caminha a passos lentos perante isso, o que me deixa triste é que o Povo Brasileiro pula de felicidade com as olimpíadas vibra, canta, mas esquecem dos problemas sociais que enfrentam e ultimamente podemos  perceber a guerra civil que está acontecendo lá. Ou Seja, existem prioridades no investimento do Dinheiro Público.



O Rio de Janeiro faturou as Olimpíadas. Parabéns aos vendedores que tiraram o pedido do peixe. O país agora vai investir bilhões de reais em um negócio que não vai resolver o problema de infra-estrutura desse país. As Olimpíadas não resolve o problema de educação, tecnologia, saúde, cidadania etc; o único problema que as Olimpíadas resolve é o problema da popularidade do lula.
Nesse momento milhares de miseráveis desse país estão bebendo todas, e se achando patriotas prá caramba porque o país faturou as Olimpíadas. Infelizmente o povinho brasileiro ainda carrega o sangue escravo nas veias. O cara prefere ter ligação direta com o "doutor" do que ser trabalhar e craniar para ser um doutor.
Se você olhar para a vitória do Rio de Janeiro com os olhos de um capitalista selvagem, as Olimpíadas serão uma excelente oportunidade para faturar. As construtoras desse país vão faturar horrores. Os vendedores de brindes, cerveja, os publicitários, os bancos etc vão crescer adoidado com as Olimpíadas. O mais do mesmo vai ganhar com os jogos olímpicos como nunca. Bilhões serão desviados da solução dos problemas.

Segundo dizem as pesquisas, em 2016 seremos a 5a potência do mundo. Eu espero apenas que sejamos a 5a potência em número leitos hospitalares, médicos de incrível qualidade, quantidade absurda de excelentes professores produtores de conteúdo, taxa incrivelmente baixa de todos os tipos de violência, taxa incrivelmente baixa de processos trabalhistas, taxa incrivelmente alta de saneamento nas 500 maiores cidades do país.

O governo do lula com a bolsa família, panamericano (sucateado), copa do mundo, olimpíadas servem apenas para perpetuar a cultura do "sou amigo do doutor lula" e em NADA ajuda a criação de um país empreendedor, inovador e cidadão.

O XGames, a NBA, a MLB, a UEFA, os Jogos de Inverno,e o VideoGame são muito mais relevantes do que as Olimpíadas. As Olímpiadas nada mais são do que o momento maior para a Coca-Cola, McDonalds, as cervejarias do mundo e os bancos perpetuarem suas marcas na cabeça de milhões de pessoas.

Pré Sal, outro grande "'achado" desse governo obsoleto, é outra tacada "bacana" que a longo prazo vai destruir o planeta, causar Tsunamis sei lá onde, e em nada contribui para limpar o ambiente.

Ao invés de investir em energia solar (o Brasil deveria ser o primeiro país do mundo nessa matéria), ou energia heólica (o Brasil deveria ser o primeiro país do mndo nessa matéria), ou álcool, vamos de petróleo.

As Olímpiadas é a oportunidade que o lula metalúrgico do ABC encontrou para se vingar das pessoas que tem olhos azuis e cabelos louros (como ele mesmo se refere aos cidadãos do primeiro mundo).

Como um pobre resentido que ele é, imagino o que ele está pensando nesse momento a bordo do lulamóvel: "Nós demos uma lição nos ricos, agora eles vão ver o que pobre também é tão bom quanto eles".

Dureza... ao invés de encontrar o seu lugar no planeta, e INOVAR de verdade, lula e sua trupe se acham o máximo ao promover um evento obsoleto como as Olímpiadas.

Eu quero ver o meu dinheiro sendo usado na construção de Escolas, Saúde, Formento do Empreendedorismo Inovador e Tecnologia.

Eu estou falando aqui de uma questão de prioridade, de foco, de bom senso.

NENHUMA CIDADE BRASILEIRA, nem mesmo São Paulo, tem 100% saneamento básico. E NÃO EXISTE NENHUM PLANO do governo do molusco para ZERAR esse problema. NÃO EXISTE NENHUM PLANO do governo do molusco para ZERAR o problema da educação brasileira. NÃO EXISTE NENHUM PLANO DO MOLUSCO para ZERAR a violência no país. NENHUM NENHUM NENHUM.




O que acham errado

O Brasil não tem um histórico público dos mais honestos. O presidente do Senado brasileiro é o Sarney, que oferece emprego para o namorado da filha, sem contar coisas como o mensalão, a operação Satiagraha, os cartões corporativos e mais uma infinidade de sujeiras na vida pública brasileira, deste governo e de todos os anteriores.

Assim, fica fácil associar qualquer coisa que envolva dinheiro público com corrupção. Pra muita gente as Olimpíadas significam um motivo para pensar nos políticos brasileiros passando a mão em boa parte dos bilhões de reais destinados para as obras dos Jogos. Um recente evento pode motivar tal ideia.
Em 2007, a previsão de gastos com os Jogos Pan-Americanos no Brasil, em verbas federais, era de 95 milhões de reais. No total, foram gastos 1,8 bilhão de reais. Até hoje, há denúncias de superfaturamento, irregularidades em licitações, equipamento comprados sem necessidade e uma série de outras coisas não resolvidas.

Dá pra pensar ainda que não vamos cumprir com os prazos e necessidades mínimas dos jogos. Vem aí o jeitinho brasileiro em sua pior fase.Podemos acrescentar até mesmo o problema da violência no Rio de Janeiro. Como fazer os jogos numa cidade com um problema desses?
E os outros problemas do Brasil? Saúde, educação, moradia, transporte... Em vez de resolvermos esses problemas vamos investir tudo isso nas Olimpíadas?


O lado positivo



O fato é que uma Olimpiada pode mudar um país para melhor. Não vai resolver todos os problemas dos brasileiros, mas pode dar uma força pra que algumas coisas melhorem por aqui.
O Turismo vai crescer. Com base no que aconteceu em Sidney, no ano 2000, a espera é de que os jogos aumentem o número de turistas em 15% no ano anterior à Olímpiada. A média de crescimento do turismo é de 1% a 2% ao ano.
O investimento em esportes aumenta em todo o Brasil, e com investimento na preparação dos atletas para representar o país. Melhorando o esporte, a qualidade de vida de muita gente pode melhorar, com mudanças na saúde e na educação de toda uma geração.


A economia de um país melhora e muito com uma Olímpiada. De acordo com estudo da FIA, serão investidos 30 bilhões de reais na economia em obras e na organização da economia. A previsão é de que o impacto na economia gere retorno de até 102 bilhões de reais, até 2027. Isso gera reflexos para a construção civil, informática, comunicação, setor de serviços e transportes.
Milhares de empregos vão ser criados, alguns vários temporários, outros vários que vão ficar pra sempre. A previsão é de que por causa dos Jogos possam ser criados 120 mil empregos por ano daqui até 2016 e mais 130 mil por ano nos dez anos seguintes.


Um ponto de vista sobre as duas opiniões

 
A opinião deste que vos bloga é que os dois pontos de vista fazem todo o sentido. O Brasil tem uma série de erros em sua história, os Jogos podem ser mais um no meio de tantos... Ao mesmo tempo, tal evento pode mudar o Brasil, e muito, para melhor.

De qualquer modo, vai ser aqui e pronto, não tem como voltar atrás. Mesmo vendo o lado realista da história, cabe a cada um ajudar no que pode para fazer com que isso saia do papel. Não adianta ficar torcendo contra e ver o fracasso acontecer.
É a mesma coisa que ir contra o presidente, o governador ou o prefeito, só porque é de outro partido. Você pode não gostar do outro partido, mas o cara é o seu presidente, não é melhor que ele faça o melhor para o país, não importando de qual partido ele seja?

Mas o trabalho precisa começar, e logo, e já! Só com MUITO trabalho o Brasil vai realizar uma bela olimpiada, fazendo com que os que pensam positivo desde agora, sempre tivessem razão do que estavam dizendo. Ao mesmo tempo, os que pensam negativo vão ter de aceitar que o Brasil fez algo totalmente excelente, com mudanças e melhores muito positivas para a sociedade.
O Mais engraçado é enquanto o país comemora a grande conquista de ser sede dos jogos olímpicos sobretudo o Rio de janeiro, a cidade vive de fato problemas sociais e econômicos, e sem dúvida de primeira importância ao contrario de sediar jogos olímpicos.
A mídia nos empurra essa ladainha de grandiosidade que é sediar os jogos olímpicos mas não expõe de fato os problemas que a cidade enfrenta.
E desde o inicio vem acontecendo Brigas entre os ministérios do esporte e outros com o comitê olímpico brasileiro, pelo simples motivo de divergências de idéias e plano de gastos.




Eu como públicitário sei da grandiosidade que será as olimpíadas em relação a poder de marca, faturamento, patrocinios, merchandising, visibilidade etc. Mas, como cidadão me tende o lado social que é a indignação da falta de compromisso dos governantes Brasileiro com o POVO, eu queria muito mais ver o dinheiro investido em questões sociais, do que em um evento esportivo que nada mais faz do que alimentar o ego dos governantes.
Mas é muita hipocrisia também, o Brasil fazer festa em sediar os JOGOS sendo que ele nem investe nos atletas olimpícos, aqueles que treinam em canavial, de baixo da ponte, garagens, na lavoura etc.


Duas perguntas, se de fato não houvesse as olimpíadas a captação de recursos financeiros e o investimento seria aplicado em alguma questão social?
E Se todo o dinheiro prometido para as olimpíadas vão ser aplicados nas olimpíadas de fato?

" Rander Ariel "



hits

Links para esta postagem |
0

A Vida é BELA

Posted by Rander Ariel. on 19.8.09 in

Todos os homens podem, e devem, em qualquer circunstância, considerar que a vida é bela e viver de acordo com isso. Ninguém tem motivos para a considerar desprovida de nobreza e grandiosidade. A dor e as contrariedades sempre fizeram parte da vida dos homens, e nem por isso eles deixaram de a amar.
Mas acontece que nesta vida se sofre realmente, e que – ao contrário do que antigamente sucedia – aqueles que sofrem são agora muitas vezes abandonados pelos outros, e têm de viver sozinhos com a sua dor. À qual se acrescenta, então, a dor enorme da solidão.
Sempre houve doentes e anciãos, mas antigamente eram considerados um tesouro. Agora não passam de um estorvo… E é só por isso que hoje se fala em eutanásia, quando no passado havia apenas o suicídio: o suicídio é uma decisão pessoal; a eutanásia acabará por ser uma imposição da sociedade.
Há em muitas cabeças uma noção da vida que é chocantemente pobre, desagradavelmente rasteira, tristemente vazia. Consiste em olhar para a vida de uma forma utilitária, com base numa concepção egoísta e em critérios apenas económicos: se uma vida não é útil – se não é produtiva, se não proporciona todo o prazer – então não tem razão de ser. Pode eliminar-se, como se elimina um automóvel velho ou sem conserto, um par de sapatos rotos, uma camisola demasiadas vezes remendada.
E nem sequer é nas pessoas muito doentes, ou nos idosos que estão perto da morte, que essa mentalidade é frequente. Não. É nos outros, nos que estão convencidos de que ainda vão ficar aqui muito tempo e se acham no direito de construir uma sociedade com regras que lhes parecem mais perfeitas do que as da natureza, livres de quaisquer critérios e valores que não sejam os económicos e os do bem estar.
A grande questão da eutanásia não consiste em se cada pessoa pode, ou não, ter a liberdade de escolher o seu destino. E também não reside em se uma pessoa pode pedir a outra que a mate.
É ainda pior do que isso: a questão está em que o triunfo desta visão utilitária da vida levaria – como, de resto, já está a suceder na Holanda – à eliminação de pessoas que, não querendo elas mesmas acabar com a vida, são consideradas inúteis por uma sociedade que se tornou materialista (a decisão é transferida para os médicos e para os familiares, e para os parlamentos, que muitas vezes estão ansiosos por se verem livres de um fardo).
Assim é que desaparece realmente a liberdade de escolher o próprio destino, e as pessoas se tornam em objectos à mercê dos interesses económicos e dos falsos critérios de utilidade social.
É muito fácil aproveitar-se da extrema debilidade – física e emocional – de um doente terminal. Até para o convencer das presumíveis vantagens de uma “morte doce”. Muito mais fácil do que proporcionar-lhe todo o apoio e carinho de que necessita para levar a vida até ao fim – sem desistir – e morrer com verdadeira dignidade.
A dor é também uma falsa questão. A medicina sabe tirar a dor, e o resto… aguenta-se. O pior é a solidão e o abandono. Isso é que é difícil de suportar. E tem uma solução bem simples… Bastaria que todos os que estão à volta do doente olhassem para aquela vida – para a vida – sem egoísmo.

ENTRE NA COMUNIDADE


http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=95949610



Links para esta postagem |
1

Poder da Música

Posted by Rander Ariel. on 18.8.09 in

-Doenças da Alma
Que uma música pode melhorar o nosso humor, nos deixar alegres, mesmo quando sofremos uma perda, ou mesmo nos tornar mais melosos e carentes, ninguém parece duvidar. Mas, por que certas músicas tocam dessa forma a algumas pessoas e a outras não? Por que o som de um instrumento musical soa bem, ou mal, ao ouvido de alguém? São perguntas que muitos devem se fazer cantarolando no banho ou mesmo quando dirigem para o trabalho. Algo que talvez poucos saibam é que a música pode ser eficaz no tratamento das chamadas doenças da alma.

Pássaros cantando, o som do cair da chuva no telhado ou do vento na janela, podem atuar em lembranças e sensações, sendo excelente aliados no processo de alívio de angústias, vícios, raivas, e tantos outros sentimentos que desequilibram o psíquico de milhares de pessoas por todo o mundo. E apesar desse tratamento, conhecido como musicoterapia, ser uma técnica da época do filósofo grego Sócrates, somente agora tem ganho evidência.
Para a psicoterapeuta e psicóloga Maria Regina Basílio, a técnica utiliza-se da música ou de seus elementos que a constituem, como ritmo, melodia e harmonia. “A musicoterapia é uma ciência paramédica, que estuda a relação do homem com o som, não apenas com a música cantada ou tocada”, explica. “É recomendável a pessoas que possuem dificuldades motoras ou de aprendizado, autistas, pacientes com alguma deficiência mental, paralisia, distúrbios emocionais e psiquiátricos, gestantes e até idosos”, diz.

Maria Regina afirma que “ao observarmos como a pessoa constrói os sons no processo psicoterápico, o que ela escolhe, o comportamento que o som provoca, a emoção, as alterações que provoca, tudo é considerado como sinais”.
Determinados sons levam as pessoas a um comportamento específico ou levam a uma elaboração interna diferenciada. Por isso, passam a vislumbrar soluções e possibilidades, dependendo do som que ouvem. “Isso acontece porque o som nos dá sustentação, ele nos apoia, ele faz emergir potencialidades em nós”. Para Maria Regina, ele desperta o entendimento, a visão e a percepção de possibilidades que em outros momentos, não seriam identificadas.

Além disso, os sons nos acompanham nos momentos de tristeza e de alegria, lembra a especialista. “Foi o que observamos no velório do Michael Jackson. Aquele era um momento de luto mundial e a música estava presente ali. E porque ela trata? Naquele momento o que a música traz é um consolo, um conforto, ela auxilia com a visão de que a vida continua”.
Gaveta pessoal. “Toda pessoa tem um histórico sonoro-musical, tanto é que cada um de nós tem um ritmo de vida”, explica a psicóloga, sobre a reação que podemos ter a um som, individualmente. Para Maria Regina, esse histórico é adquirido ainda no ventre da mãe. “Porque o batimento cardíaco de nossa mãe é um som, uma pulsação”.

Mas, ela lembra que ao mesmo tempo que existe o som, há também o silêncio, que tem tanto significado quanto uma melodia. “Entretanto, existem tipos. O silêncio de indignação, de alegria, em que apenas sentimos que não há nada a dizer, pois não cabem palavras”.
Segundo a psicoterapeuta, é ao descobrir essa gaveta de sensações, que se pode utilizar o som como ferramenta para estabelecer um vínculo terapêutico. “A formação desse histórico sonoro começa na formação e vem se construindo até a nossa escolha musical atual, a escolha dos estilos musicais que preferimos. O que compõe seu estilo, seu ritmo e sua maneira de ser. E a partir da utilização dessas informações é que estimulamos em nós mesmos, a cura e a sensibilidade necessária”, conclui.

" Rander Ariel "

Links para esta postagem |
0

A procura da terra do Nunca

Posted by Rander Ariel. on 17.8.09 in






















"Aonde nos leva a imaginação?
A imaginação prodigiosa de um homem e a sua pungente jornada, entrelaçam-se numa emocionante história inspirada em acontecimentos da vida do escritor escocês James Mathew Barrie.Após o insucesso de sua última peça, e com uma vida amorosa algo decepcionante, J.M.Barrie, desafiando as convenções de uma Londres eduardiana, torna-se acompanhante de uma viúva solitária, e pai substituto para os seus quatro jovens filhos.Na companhia dessa nova família, Barrie encontrará a grande inspiração para criar o ficcional herói Peter Pan, o famoso clássico da literatura infantil que fala directamente com a criança que existe em todos nós".

Sem dúvida este filme é uma grande analogia entre sonhos e realidade de uma criança retratada tanto em um adulto quanto em um jovem.
O autor reatratou o inicio da historia de peter pan.
Peter Pan é uma criança superprotegida pela mãe e cheios de problemas, era uma criança sem pai onde a sociedade discriminava mães solteiras. Peter devolve a alegria de escrever ao autor e com toda sua pureza escreve a Historia de "Peter Pan", e mostra a Origem da Terra do Nunca que nada mais é do que eu refugio emocional, ou um lugar confortavel e seguro para se manter. Peter perde sua mãe quando ainda criança e ja não tinha Pai a muito tempo, ele acreditava que sua mãe tinha se mudado para este Lugar "Terra do Nunca" e quando Peter se encontrava sozinho em seus pensamentos ia encontrar sua mãe na terra do nunca, essa é uma historia baseada em fatos reais que hoje sem dúvida é bem conhecida e contada para as crianças de uma maniera fantasiosa e magica.
" Rander Ariel "





Links para esta postagem |
0

Acordo Ortográfico

Posted by Rander Ariel. on 17.8.09 in

Acordo Ortográfico

1º O Acordo.

O objetivo deste guia é expor ao leitor, de maneira objetiva, as alterações introduzidas na ortografia da língua portuguesa pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e, posteriormente, por Timor Leste. No Brasil, o Acordo foi aprovado pelo Decreto Legislativo no 54, de 18 de abril de 1995.


Esse Acordo é meramente ortográfico; portanto, restringe-se à língua escrita,não afetando nenhum aspecto da língua falada. Ele não elimina todas as diferenças ortográficas observadas nos países que têm a língua portuguesa como idioma ofi cial, mas é um passo em direção à pretendida unificação ortográfica desses países. Como o documento oficial do Acordo não é claro em vários aspectos, elaboramos um roteiro com o que foi possível estabelecer objetivamente sobre as novas regras.
Esperamos que este guia sirva de orientação básica para aqueles que desejam resolver rapidamente suas dúvidas sobre as mudanças introduzidas na ortografia brasileira, sem preocupação com questões teóricas.


                  

Trema


Não se usa mais o trema (¨), sinal
colocado sobre a letra u para indicar
que ela deve ser pronunciada nos grupos
gue, gui, que, qui.
Como era Como fica
__________________
agüentar
aguentar
__________________
argüir
arguir
__________________
bilíngüe
bilíngue
__________________
cinqüenta
cinquenta
__________________
delinqüente
delinquente
__________________
eloqüente
eloquente
__________________
ensangüentado
ensanguentado
__________________
eqüestre
equestre
__________________
freqüente
frequente
__________________
lingüeta
lingueta
__________________
lingüiça
linguiça
__________________
qüinqüênio
quinquênio
__________________
sagüi
sagui
__________________
seqüência
sequência
__________________
seqüestro
sequestro
__________________
tranqüilo
tranquilo
_______________________
Atenção: o trema permanece apenas
nas palavras estrangeiras e em suas derivadas.
Exemplos: Müller, mülleriano.


Mudanças no alfabeto
O alfabeto passa a ter 26 letras. 

______________________________
Foram reintroduzidas as letras k, w e y.
O alfabeto completo passa a ser:
A B C D E F G H I
J K L M N O P Q R
S T U V WX Y Z
_______________________________
As letras k, w e y, que na verdade
não tinham desaparecido da maioria
dos dicionários da nossa língua,
são usadas em várias situações.
Por exemplo:


a) na escrita de símbolos de unidades
de medida: km (quilômetro), kg (quilograma),
W (watt);
_______________________________________
b) na escrita de palavras e nomes estrangeiros
(e seus derivados):


show, playboy, playground, windsurf, kung
fu, yin, yang, William, kaiser, Kafka,
kafkiano.





Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba).
_____________________________________


Como era Como fica


alcalóide
alcaloide
____________
alcatéia
alcateia
____________
andróide
androide
____________
apóia (verbo apoiar)
apoia
____________
apóio (verbo apoiar)
apoio
____________
asteróide
asteroide
____________
bóia
boia
____________
celulóide
celuloide
____________
clarabóia
claraboia
____________
colméia
colmeia
____________
Coréia
Coreia
____________
debilóide
debiloide
____________
epopéia
epopeia
____________
estóico
estoico
____________
estréia
estreia
____________
estréio (verbo estrear)
estreio
____________
geléia
geleia
____________
heróico
heroico
____________
idéia
ideia
____________
jibóia
jiboia
____________
odisséia
odisseia
____________
paranóia
paranoia
____________
paranóico
paranoico
____________
platéia
plateia
____________
tramóia
tramoia
____________
Atenção: essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras.


oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis. Exemplos: papéis, herói, heróis,
troféu, troféus.

2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos
quando vierem depois de um ditongo.

Como era Como fica

baiúca
baiuca
____________
bocaiúva
bocaiuva
____________
cauíla
cauila
____________
feiúra
feiura
__________________

Atenção: se a palavra for oxítona e o  i ou o u estiverem em posição final (ou
seguidos de s), o acento permanece.
Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí.


3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s).


Como era Como fica


abençôo
abençoo
____________
crêem (verbo crer)
creem
____________
dêem (verbo dar)
deem
____________
dôo (verbo doar)
doo
____________
enjôo
enjoo
____________
lêem (verbo ler)
leem
____________
magôo (verbo magoar)
magoo
____________
perdôo (verbo perdoar)
perdoo
____________
povôo (verbo povoar)
povoo
____________
vêem (verbo ver)
veem
____________
vôos
voos
____________
zôo
zoo


4. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.


Como era Como fica


Ele pára o carro.
Ele para o carro.
_______________
Ele foi ao pólo.
Ele foi ao polo.
_______________
Ele gosta de jogar pólo.
Ele gosta de jogar polo.
________________
Esse gato tem pêlos.
Esse gato tem pelos.
_________________
Comi uma pêra.
Comi uma pera.
_______________


Atenção:
• Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3a pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3a pessoa do singular.


Exemplo: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode.
-----------------------------------------------------------------------------------


• Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição.


Exemplo: Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim.
------------------------------------------------------------------------------------


• Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.).


Exemplos: Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.
Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba.
Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.
Ele convém aos estudantes. / Eles convêm aos estudantes.
Ele detém o poder. / Eles detêm o poder.
Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas.
----------------------------------------------------------------------------------------


• É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara.


5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.


6. Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc.


Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo.
Veja:


a) se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.


Exemplos:
• verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem.
• verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.
______________________________________________


b) se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas.


Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada
mais fortemente que as outras):


• verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas,
enxagua, enxaguam;
enxague,enxagues, enxaguem.


• verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem;
delinqua, delinquas, delinquam.
_________________________________________________


Atenção: no Brasil, a pronúncia mais 'corrente' é a primeira, aquela com a e
i tônicos.
Fim da regras de acentuação.
__________________________________________________
--------------------------------------------------------------------------------


Uso do hífen


Algumas regras do uso do hífen foram alteradas pelo novo Acordo. Mas, como se trata ainda de matéria controvertida em muitos aspectos, para facilitar a compreensão dos , apresento um resumo das regras que orientam o uso do hífen com os prefixos mais comuns, assim como as novas orientações estabelecidas pelo Acordo.


As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos ou por elementos que podem funcionar como prefi xos, como:


aero, agro, além, ante, anti, aquém, arqui, auto, circum, co, contra, eletro,
entre, ex, extra, geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, macro, micro, mini, multi, neo, pan, pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, retro, semi, sobre, sub,super, supra, tele, ultra, vice etc.


1. Com prefi xos, usa-se sempre o hífen diante de palavra iniciada por h.




Exemplos:


anti-higiênico
-
anti-histórico
-
co-herdeiro
-
macro-história
-
mini-hotel
-
proto-história
-
sobre-humano
-
super-homem
-
ultra-humano



Exceção: subumano (nesse caso, a palavra humano perde o h).


2. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal
com que se inicia o segundo elemento.

Exemplos:

aeroespacial
-
agroindus trial
-
anteontem
-
antiaéreo
-
antieducativo
-
autoaprendizagem
-
autoescola
-
autoestrada
-
autoinstrução
-
coautor
-
coedição
-
extraescolar
-
infraestrutura
-
plurianual
-
semiaberto
-
semianalfabeto
-
semiesférico
-
semiopaco
-

E xceção:
o prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo
quando este se inicia por o: coobrigar, coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar, coocupante etc.



3. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por consoante diferente de(r) ou (s). 

Exemplos:

anteprojeto
-
antipedagógico
-
auto peça
-
autoproteção
-
coprodução
-
geopolítica
-
microcomputador
-
pseudoprofessor
-
semicírculo
-
semideus
-
seminovo
-
ultramoderno
-

____ _____
Atenção: com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen.

Exemplos: vice-rei, vice-almirante etc.


4. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento
começa por -r- ou -s-.


Nesse caso, duplicam-se essas letras. Exemplos:


antirrábico
-
antirracismo
-
antirreligioso
-
antirrugas
-
antissocial
-
biorritmo
-
contrarregra
-
contrassenso
-
cosseno
-
infrassom
-
microssistema
-
minissaia
-
multissecular
-
neorrealismo
-
neossimbolista
-
semirreta
-
ultrarresistente.
-
ultrassom


Sem exceções.


5. Quando o prefi xo termina por vogal, usa-se o hífen se o segundo elemento
começar pela mesma vogal.


Exemplos:


anti-ibérico
_
anti-imperialista
_
anti-infl acionário
_
anti-infl amatório
_
auto-observação
_
contra-almirante
_
contra-atacar
_
contra-ataque
_
micro-ondas
_
micro-ônibus
_
semi-internato
_


6Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma consoante.


Exemplos:


hiper-requintado
-
inter-racial
-
inter-regional
-
sub-bibliotecário
-
super-racista
-
super-reacionário
-
super-resistente
-
super-romântico
-
____________________


Atenção:


• Nos demais casos não se usa o hífen.


Exemplos: hipermercado, intermunicipal, superinteressante, superproteção.


• Com o prefixo sub, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r:
sub-região, sub-raça etc.


• Com os prefixos circum e pan, usase
o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal:
circum-navegação,pan-americano etc.


7. Quando o prefixo termina por consoante, não se usa o hífen se o segundo
elemento começar por vogal.

Exemplos:

hiperacidez
-
hiperativo
-
interesc olar
-
interestadual
-
interestelar
-
interestudantil
-
superamigo
-
superaquecimento
-
supereconômico
-
superexigente
-
superinteressante
-
superotimismo
-


8. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, usa-se
sempre o hífen.


Exemplos:


além-mar
-
além-túmulo
-
aquém-mar
-
ex-aluno
-
ex-diretor
-
ex-hospedeiro
-
ex-prefeito
-
ex-presidente
-
pós-graduação
-
pré-história
-
pré-vestibular
-
pró-europeu
-
recém-casado
-
recém-nascido
-
sem-terra
-


9Deve-se usar o hífen com os sufixos de origem
tupi-guarani: açu, guaçu e mirim.


Exemplos:


amoré-guaçu
-
anajá-mirim
-
capim-açu.


10Deve-se usar o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares.




Exemplos:


ponte Rio-Niterói
-
eixo Rio-São Paulo.






11. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição.


Exemplos:


girassol
-
madressilva
-
mandachuva
-
paraquedas
-
paraquedista
-
pontapé


12. Para clareza gráfica, se no final da linha a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte.


Exemplos:


Na cidade, conta-
-se que ele foi viajar.
-
O diretor recebeu os ex-
-alunos.


Links para esta postagem |

Copyright © 2009 Reunião das ideias maltrapilhas All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates